quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Biomecânica Theatre. Meyerhold




Laboratório internacional intensivo sob a orientação do diretor russo
para atores, bailarinos, diretores, coreógrafos

22-29 agosto de 2011
Áustria

No momento há 3 lugares à esquerda para a taxa reduzida participação (50% desconto) - 250 euros.

Para se candidatar a participação, os candidatos devem enviarcurrículo / CV com foto e uma breve carta de motivação.

Os participantes vão explorar os princípios da BiomecânicaTheatre, a abordagem psico-física no treinamento artistas contemporâneos e sua aplicação ao trabalho prático - processo de ensaio, o desempenho e ensino, e vai aprender um dos Etudes clássica.

A linguagem de oficina de trabalho - Inglês.

Alojamento e refeições são organizadas para o grupo
www.iugte.com / documentos / retzhof
(38 euros quarto duplo compartilhado incluindo três refeiçõespor dia; quarto individual - extra 7 euros).
Aeroportos internacionais mais próximos - Graz e Viena, na Áustria.

Programa contato: 
http://www.iugte.com/projects/biomechanics 
http://www.youtube.com/watch?v=8pN6pCaJhXA

sábado, 13 de agosto de 2011

Exposição virtual apresenta documentos manuscritos



A história e as mudanças na elaboração de documentos produzidos sob a forma manuscrita é tema de uma exposição virtual, realizada pelo Núcleo de Ação Educativa do Arquivo Público do Estado de São Paulo. O acervo disponível para visitação na internet atinge quase sete mil metros lineares, reunindo documentos que fazem parte da história do Brasil.

Durante muito tempo, os manuscritos prevaleceram como a forma de registro e de formalização no âmbito da administração pública. A exposição conta com 145 documentos digitalizados que demonstram as mudanças que passaram os manuscritos ao longo dos anos.

A exposição é dividida em 10 ambientes historiográficos e, desde o mês de maio, já contou com mais de 11 mil acesos. Entre os documentos disponíveis há materiais muito peculiares, como um testamento do ano de 1707 e um poema escrito à mão por Machado de Assis, chamado Círculo Vicioso.

O site da exposição ainda oferece ferramentas e materiais pedagógicos, dirigidos a professores, cujos recursos podem ser utilizados em sala de aula. A intenção é que o uso de documentos de arquivo em sala de aula possa auxiliar o aluno na percepção da diversidade das ações sociais ao longo do tempo.  Os professores podem utilizar  documentos  de certidão de nascimento, passaporte, requerimento, documento oficial de governo, etc.

Entre os objetivos principais da exposição, está o de mostrar que a linguagem da escrita a mão continua presente mesmo no atual momento de grande utilização dos meios digitais.

Para acessar a exposição virtual, clique aqui.

Exposição do fotografo Hungaro Brassaï no Museu Oscar Niemeyer



Les mauvais garçons
La Môme bijou
O fotógrafo húngaro Brassaï se radicou na França e durante a década de 30 registrou em preto e branco a noite parisiense. A partir de 12 de julho, 97 de suas mais expressivas fotografias estarão expostas no Museu Oscar Niemeyer (MON).
A diretora do MON, Estela Sandrini, afirma que Brassaï conseguiu registrar, com aguçada sensibilidade, a vida em Paris no período entreguerras. “Cada imagem mostra como os homens e as mulheres se movimentavam em Paris na primeira metade do século 20. O observador atrás da máquina fotográfica é discreto e cada foto sugere que Brassaï praticamente se escondeu para eternizar em preto e branco a Cidade Luz”, diz Estela.
Já Laure Gyselinck, diretora da Aliança Francesa de Curitiba, entidade que organizou a exposição, chama a atenção para o fato de que Brassaï, a exemplo de outros artistas, não nasceu na França, mas escolheu Paris para viver. “Brassaï faz parte desse número incontável de artistas talentosos que escolheram viver na França. Portanto, para nós, da Aliança Francesa, essa exposição é especial, pois mostra mais uma história de amor de um sujeito apaixonado pela França”, completa Laure.
La Tour Eiffel
Colonne Morris
Um olhar atento 
Gyula Halász, nome de batismo de Brassaï, nasceu na Hungria em 1899. Desde pequeno manifestava o desejo de migrar para a França. Em 1924, finalmente se instala na Cidade Luz e nunca mais retorna ao seu país – ele morreu em 1984.
O artista flanou por Paris na década de 30, período marcado pela falta de esperança no futuro. A Primeira Guerra Mundial havia terminado e o ambiente não era dos melhores. Brassaï conviveu com artistas que, como ele, se tornaram famosos, entre os quais Henry Miller, Picasso, Sartre e Albert Camus.
Na capital francesa, Brassaï fotografou a vida noturna. “Nas fotos dessa exposição, é possível perceber que, apesar do ambiente hostil da década de 30, as pessoas demonstram vontade de viver”, comenta Laure Gyselinck, da Aliança Francesa de Curitiba.
Paris La Nuit surgiu por iniciativa da Aliança Francesa, da família de Brassaï e de Agnes de Gouvion Saint-Cyr, a curadora. Anteriormente, Paris La Nuit ficou em exposição em Fortaleza e Recife. Depois da temporada no MON, segue para Brasília, Campinas e Rio de Janeiro.
Couple dans un café
Kiki

Festival Estudantil de Teatro - Minas Gerais


Festival Estudantil de Teatro
Inscrições abertas para a participação de alunos
na iniciativa que tem o apoio do MinC

Até o dia 15 de agosto estão abertas as inscrições para a 11ª edição do Festival Estudantil de Teatro (Feto 2011). Os espetáculos podem ser inscritos em duas categorias: ‘Teatro na Escola’, destinado a alunos de qualquer nível nas redes de ensino fundamental, médio e superior; e ‘Escola no Teatro’, direcionado a estudantes de Teatro e Artes Cênicas em qualquer nível de formação.
O festival será realizado no mês de outubro, e até o dia 9 de setembro serão divulgados os espetáculos selecionados nas duas categorias. A iniciativa conta com o apoio do Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, e é realizada pela Associação No Ato Cultural, que desenvolve um trabalho de união entre educação e cultura.
O Festival Estudantil de Teatro começou seu trabalho em 1999, em Belo Horizonte, e já recebeu milhares de estudantes, grupos, educadores e agentes culturais de todo o Brasil. A programação é sempre diversificada e inclui, além de apresentações de artes cênicas, várias oficinas, análise de espetáculos, encontros e debates. O objetivo é promover o diálogo entre estudantes, educadores, grupos e produtores culturais.
O enriquecimento das produções acadêmicas nas artes cênicas e a profissionalização de estudantes em processo de formação artística são resultados alcançados com o festival.
A edição do ano passado atingiu o número máximo de inscritos, atividades e participantes. Foram inscritos, ao todo, 907 alunos de 12 estados brasileiros.
As inscrições de grupos e demais interessados devem ser feitas pela internet, no site (www.fetobh.art.br).
Mais informações: (31) 2555-8575

Festival virtual de filmes está com inscrições abertas.


Cinema e internet


A evolução nos processos de produção e de reprodução dos bens culturais através dos meios eletrônicos, alterou sensivelmente as formas de circulação e de consumo artísticos. Na  linguagem audiovisual, esta mudança é emblemática. Já não é mais imprescindível o envolvimento de grandes quantias na produção de um filme, por exemplo.

Pois o Movieflex Festival acompanha essa dinâmica. O evento é o primeiro festival de cinema  para a internet no Brasil. O festival da rede virtual está com inscrições abertas, e aceita entre os seus candidatos vídeos de todas os tipos, sem se restringir a temas, duração ou equipamento empregado na produção dos trabalhos.

O Movieflex, além de contribuir com a difusão dos filmes, também distribui prêmios em dinheiros. Neste ano, serão R$ 100 mil divididos entre os contemplados. Na mostra, podem concorrer desde filmes despretensiosos até as criações mais ousadas, já que o festival está atendo à criatividade de seus participantes. Também não há exigência com relação a datas de produção dos trabalhos.

As inscrições para 1º Movieflex Festival poderão ser feitas até o dia 15 de setembro, mediante o pagamento de uma taxa de inscrição no valor de R$ 100 por vídeo.

Todos os vídeos inscritos estarão disponíveis no canal Youtube, para acesso dos usuários que também poderão votar nos filmes preferidos pelo internauta. Os filmes mais votados através do site irão receber peso de 30% em seu critério de escolha. A obra mais votada receberá "menção especial" no dia de premiação. Os 70% restantes de peso para a decisão sobre os premiados ficará a cargo de uma comissão instituída pela organização do evento.

Os vídeos vencedores serão incluídos em uma programação itinerantes, que seguirá pelas capitais brasileiras, além de serem oferecidos a TVs por assinatura. Nem é necessário dizer que os filmes estarão na internet, para o deleite dos espectadores.

Para realizar uma inscrição no festival, clique aqui

Prêmio de conto e romance do Sesc recebe inscrições até o dia 31.


Literatura para iniciantes
Prêmio de conto e romance do Sesc recebe inscrições até o dia 31.

Com os objetivos de abrir espaço para novos talentos e promover a literatura produzida no país, o Prêmio Sesc de Literatura está recebendo inscrições de autores de todas as partes do Brasil, até o dia 31 de agosto. O concurso abrange as categorias de conto e romance, dirigido a textos inéditos.

Além dos brasileiros, o prêmio permite a participação de escritores estrangeiros residentes no país. Os textos, entretanto, precisam ser compostos em língua portuguesa, sendo destinado ao público adulto de leitores.

O participante não poderá ter nenhum livro publicado nas categorias em que se inscrever e deve ser maior de idade.

As obras vencedoras, em cada segmento, escolhidas por uma comissão de avaliação instituída pela organização do concurso, serão publicadas e distribuídas pela Editora Record. Os livros, que serão comercializados, terão uma tiragem inicial de dois mil exemplares. O autor vencedor de cada categoria terá direito a 10% do valor de capa da obra impressa.

Para a escolha dos trabalhos contemplados, os avaliadores irão considerar como único critério o mérito literário. As inscrições podem ser feitas no portal do Serviço Social do Comércio (Sesc/Nacional) e, depois de impressas, enviadas por meio dos Correios.

O Prêmio Sesc de Literatura foi lançado em 2003, tendo se constituído em uma alternativa a mais para o iniciantes no universo ficcional e queiram acessar ao competitivo mercado editorial brasileiro.

Além da publicação do livro, os autores premiados terão as suas obras distribuídas em todas a rede de bibliotecas, salas de leituras e outros serviços culturais oferecidos pelo Sesc, nas mais diferentes localidades.

Para a inscrição, os textos terão de ter entre 130 e 400 páginas, para a categoria romance e de 70 a 200 páginas, para os contos. Para tanto, será obedecida a formatação disposta no edital do prêmio, que exige a digitalização do texto em apenas um lado da folha, fonte Times New Roman tamanho 12, estilo normal, na cor preta; parágrafo de alinhamento justificado; espaço entrelinhas duplo; todas as margens 2,5 e impressos em papel A4. No livro de contos, cada peça deverá ser iniciada em uma nova página, bem como cada capítulo do romance deverá ser iniciado em uma nova página.

Os textos que estiverem fora do formato determinado serão automaticamente desclassificados do concurso.

O resultado da seleção será divulgado no mês de março do próximo ano, durante cerimônia no Rio de Janeiro.  O custo de deslocamento e estadia referente à participação dos autores contemplados na solenidade, será assumidos pelo Sesc.
 
Para acessar o edital ou fazer a inscrição no prêmio, clique aqui.

Para conhecer os autores e obras já premiadas pelo concurso, clique aqui